Santos na libertadores

Veja a história e as estatísticas do Santos na libertadores

Com três conquistas do santos na libertadores (1962, 1963 e 2011) em 16 participações, o Santos FC tem as melhores participações entre os clubes brasileiros e um dos melhores na América do sul.

 

Histórias dos títulos do santos na libertadores

Taça Libertadores 1962
O Santos FC se classificou para a Copa Libertadores de 1962 como campeão brasileiro de 1961. E quando participaram pela primeira vez da maior competição sul-americana, conquistaram o primeiro título.

Uma ótima final contra o forte CA Peñarol / URU, em três partidas. Na grande final, jogada na Argentina, no estádio Monumental, o time santista ganhou o clube do uruguai por 3 a 0 e conquistou sua primeira Copa Libertadores. Coutinho foi o maior goleador da competição com 6 gols marcados.

Taça Libertadores 1963
Campeão da ultima edição, o Santos FC teve a “vantagem” de se classificar direto para as semi.
Apesar da vantagem, o Alvinegro teve uma vida difícil e enfrentou duas grandes forças sul-americanas na época, o Botafogo e o CA Boca Juniors / ARG.

Nas semifinais empatou em 1 a 1 no primeiro jogo e no Maracanã venceu o clube carioca com uma ótima vitória por 4 a 0. Na final, o Santos FC venceu os dois jogos. 3 a 2 na primeira mão e 2 a 1 no estádio La Bombonera. O Santos FC garantiu a Copa Libertadores sem perder.

Taça Libertadores 2011
Em 2011 o Santos na libertadores novamente foi campeão. Depois de algumas dificuldades na primeira fase, a força do Alvinegro de Vila Belmiro se destacou nas fases decisivas, sendo que contra o CA Peñarol / URU o time santista conquistou o terceiro título da Taça Libertadores. O Santos FC venceu a decisão no Estádio do Pacaembu por 2 a 1, com gols de Neymar e Danilo.

Campanha ano após ano:

1962 – campeões;
1963 – campeões;
1964 – semifinais;
1965 – semifinais;
1984 – eliminado na 1ª fase;
2003 – segundo;
2004 – quartas de final;
2005 – quartas de final;
2007 – semifinais;
2008 – quartas de final;
2011 – campeões;
2012 – semifinais;
2017 – quartas de final;
2018 – rodada de 16;
2020 – vice-campeão;
2021 – Eliminado na 1ª fase;

Das 16 vezes que o time santista jogou a competição, quatro foram na era de ouro do clube a década de 60, e naquela época não tinha quartas-de-final, os clubes se classificaram direto da primeira fase semifinais.. Com isso, há 11 disputas pela equipe santista que não se classificou para as quartas-de-final, quando o Alvinegro não está mais na década de ouro.

anos em que jogou a maioria dos jogos – 2003, 2007 e 2011
jogou finais – 05 (1962-1963-2003-2011-2020)
jogou semifinais – 09 (1962 – 1963- 1964-1965-2003-2007-2011-2012-2020)

 

Maiores goleadas do Santos na libertadores

1 – 28/02/62 – Santos FC 9 x 1 Cerro Porteño – Gols: Coutinho [3], Zito, Pelé [2], Pepe [3],

2 – 10/05/12 – Santos FC 8 x 0 Bolívar-BOL – Gols: Neymar [2], Elano [2], PH Ganso [2], Borges e Alan Kardec

3 – 01/04/08 – Santos FC 7 x 0 San José – Gols: Molina [4], Domingos, Kléber Pereira e Quiñonez

4 – 11/05/05 – Santos FC 6 x 0 Bolívar – Gols:  Ávalos, Bóvio, Paulo César, Basílio, Ricardinho e Deivid

5 – 21/02/62 – Santos FC 6 x 1 Deportivo Municipal da Bolívia – Gols: Pepe, Pagão [2], Coutinho e Dorval [2 gols]

Todos os 5 maiores placares do santos na libertadores, oconteceram na Vila Belmiro.

 

Edições com maiores goleadas do Santos na libertadores

edição de 1962 – 28/02/1962 – Santos FC 9 x 1 Cerro Porteño (PAR)
edição de 2005 – 11/05/2005 – Santos FC 6 x 0 Bolívar (BOL)
edição de 2008 – 01/04/2008 – Santos FC 7 x 0 San José (BOL)
edição de 2012 – 10/05/2012 – Santos FC 8 x 0 Bolívar (BOL)

 

Edições com os maiores ataques do Santos na libertadores

As edições em que o ataque do Santos dominou:

  • 1962 com 29 gols
  • 1965 com 18 gols
  • 2003 com 30 gols
  • 2004 com 21 gols
  • 2007 com 28 gols
  • 2012 com 23 gols

 

Atletas utilizados

O Santos já usou 231 atletas na libertadores. O ídolo Léo(campeão em 2011), é o jogador que mais jogou pelo Santos na Taça Libertadores da América, veja:

  • Léo – Em 45 jogos
  • Elano – Em 43 Partidas
  • Fábio Costa – 36 jogos
  • Renato – 34 partidas
  • Robinho – 31 jogos
  • Adriano – 29 partidas

 

Artilheiros

Os 287 gols marcados pelo Santos na libertadores, foram feitos por 95 jogadores diferentes, além de 4 gols contra feitos pelo adversário a favor do Santos FC. Veja os principais artilheiros:

  • Pelé com 16 gols
  • Robinho e Neymar com 14 gols
  • Ricardo Oliveira com 12 gols
  • Coutinho com 11 gols

Em 4 edições, o Santos teve o principal artilheiro da competição:

  • Em 1962 o Coutinho fez 06 gols
  • Em 1965 o Pelé fez 07 gols
  • Em 2003 o Ricardo Oliveira fez 09 gols
  • Em 2012 o Neymar fez 08 gols

 

Goleiros do Santos na libertadores

O Santos usou até hoje em todas as suas edições na libertadores, apenas 15 goleiros:

  • Fábio Costa em 36 partidas
  • Rafael em 26 jogos
  • Gylmar em 16 partidas
  • Vanderlei em 16 jogos
  • João Paulo em 15 jogos
  • Júlio Sérgio em 07 partidas
  • Rodolfo Rodriguez em 06 jogos
  • Henao em 06 jogos
  • Láercio em 06 jogos
  • Doni em 05 jogos
  • John em 05 partidas
  • Mauro em 04 jogos
  • Vladimir em 02 jogos
  • Everson em 02 paridas
  • Silas em 01 jogo

Os goleiros  Gustavo (2005),  Roger (2007), Matheus (2003), Douglas (2008), Felipe (2007-2008) e Aranha (2011-2012)  foram inscritos também na libertadores, porém, não jogaram.

 

Treinadores do santos na competição

O técnico Emerson Leão, que esteve a frente da equipe santista nas edições da liberta de 2003 e 2004, é o treinador que mais dirigiu o Santos na competição, veja:

  • Emerson Leão em 31 partidas
  • Muricy Ramalho em 22 partidas
  • Lula em 21 partidas
  • Vanderlei Luxemburgo em 17 partidas

 

Principais adversários do Santos na libertadores

Nas 153 jogos feitos pelo Santos na competição, foram enfrentados 52 equipes. O Boca e o Penarol são os maiores adversário da equipe de santos na competição, com 8 enfrentamentos. Veja os mais importantes:

  • Peñarol/URU – 08 partidas – 04 triunfos – 01 empate – 03 derrotas;
  • Boca Juniors/ARG – 08 jogos – 04 triunfos – 01 empate – 03 derrotas;
  • Cerro Porteño/PAR – 06 partidas – 03 triunfos – 03 empates – nenhuma derrota;
  • América/MEX – 06 jogos – 03 triunfos – 02 empates – 01 derrota;
  • LDU/EQU – 06 partidas – 03 triunfos – nenhum empate – 03 derrotas;
  • Barcelona/EQU – 06 enfrentamentos – 02 triunfos – 01 empate – 03 derrotas;
  • The Strongest/BOL – 06 jogos – 03 triunfos – 01 empate – 02 derrotas;

Leia também nossos outros artigos sobre:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *